Dia Mundial da Alimentação

16/10/2014

No Dia Mundial da Alimentação, 16/10, a Organização das Nações Unidas (ONU), com o tema \'Preço dos Alimentos - da crise à estabilidade\', chama a atenção da sociedade e dos governos para a promoção da cooperação na luta contra a fome e a pobreza no mundo. Neste mote, a agricultura familiar brasileira tem uma grande contribuição a dar. A maioria dos alimentos consumidos no País é produzida por agricultores e agricultoras familiares, como, por exemplo, 83% da mandioca, 70% do feijão e 58% do leite. Para o ministro do Desenvolvimento Agrário, Laudemir Müller, além de promover a segurança alimentar e gerar renda, a agricultura familiar colabora significativamente para estabilidade dos preços dos alimentos.  “Nós temos capacidade de aumentar a oferta de alimentos, com estabilidade de preços, inflação controlada e taxas de juros estáveis, que viabilizam o investimento. Então, agricultura familiar para nós significa alimentação e desenvolvimento econômico”, afirma. Devido a essa relevância, a ONU também declarou 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar. A FAO realiza anualmente o Dia Mundial da Alimentação em 16 de outubro. Trata-se do dia em que a organização foi fundada, em 1945. Entre os objetivos dessa ação, está o incentivo a uma maior atenção à produção agrícola em todos os países, estimular a cooperação econômica e técnica entre países em desenvolvimento, além de promover o sentimento de solidariedade nacional e internacional na luta contra a fome, a desnutrição e a pobreza. 
Fonte: http://www.mda.gov.br


Todos os direitos reservados - 2016 - Webmail